28 junho, 2016

Para mar bravo, Deus


Evangelho do dia em arte


Jesus respondeu: 
'Por que tendes tanto medo, homens fracos na fé?' 
Então, levantando-se, ameaçou os ventos e o mar, 
e fez-se uma grande calmaria. 
27Os homens ficaram admirados e diziam: 
'Quem é este homem, que até os ventos e o mar lhe obedecem?' 

***

Como fiz o barco?



Me inspirei em dois modelos de barcos em E.V.A.

https://youtu.be/VjMhTt-m-Bw

http://fofurafeitaamao.com.br/barco-pirata-festa-infantil-lembrancinha

Obrigada! Deus ama você.
Cris Menezes
Catequizando Feliz Blog












http://www.luizaalvess.com.br/2015/03/barco-3d-em-eva.html

25 junho, 2016

Dinâmica: Árvore da vida x Árvore da morte e Frutos do Espírito


Para olharmos a vida fizemos a dinâmica "Árvore da Vida e árvore da morte" e refletimos sobre os sinais de vida e morte no nosso bairro. O Objetivo era refletir sobre esses sinais e entender que, com os dons do Espírito Santo, podemos produzir bons frutos e gerar vida.

Resolvi desenhar as árvores no E.V.A,  já que não achei o galho verde e o seco proposto na dinâmica. E achei bom ilustrar mais ainda desenhando os frutos.   Só  os frutos que representam sinais de morte fiz com papel de revista, 

Material confeccionado







-Como sábado passado o encontro foi sobre dons do Espírito Santo, escrevei três frutos do Espírito. Nos outros frutos em branco, os catequizandos escreveram os sinais de vida. Recortei as letras de revistas para montar as palavras. 

-Percebe que podemos usar esta árvore para falar dos frutos do Espírito Santo? Depois do encontro, empolguei e fiz mais alguns frutos  para montar a árvore dos frutos do Espírito Santo e ficar já um material pronto.





-Para não escrever direto no E.V.A com a caneta, levei cartolina branca para eles escreverem  e colar depois o papel no E.V.A. Os frutos da árvore da vida foram entregues para os catequizandos como desafio e lembrança do encontro.


*
*
*


Então, vamos as orientações de como fazer esta dinâmica retirada do site Catequisar.

Objetivo: Refletir sobre os sinais de vida e morte no bairro, na comunidade, na família, no grupo de jovens.
Material: um galho de árvore seco, um galho de árvore verde, caneta ou pincel e pedaços de papel.

Desenvolvimento: em pequenos grupos descobrir os sinais de vida e morte que existem no bairro, na família, no grupo de jovens... Depois, diante da árvore seca e verde vão explicando para o grupo o que escreveram e penduraram na árvore.

No intervalo das colocações pode-se cantar algum refrão.

Iluminar coma palavra de Deus e em grupo refletir:

Iluminados pela prática de Jesus, o que fazer para gerar mais sinais de vida e enfrentar as situações de morte de nosso bairro etc.

Fazer a leitura de João 15,1-8. Depois cada participante toma um sinal de morte da árvore e faz uma prece de perdão e queima, em seguida cada um pega um sinal de vida e leva como lembrança e desafio.

Palavra de Deus: Jo. 15, 1-8. e s l 1.

João Jo. 15, 1-8

1 «Eu sou a verdadeira videira, e meu Pai é o agricultor. 2 Todo ramo que não dá fruto em mim, o Pai o corta. Os ramos que dão fruto, ele os poda para que dêem mais fruto ainda. 3 Vocês já estão limpos por causa da palavra que eu lhes falei. 4 Fiquem unidos a mim, e eu ficarei unido a vocês. O ramo que não fica unido à videira não pode dar fruto. Vocês também não poderão dar fruto, se não ficarem unidos a mim. 5 Eu sou a videira, e vocês são os ramos. Quem fica unido a mim, e eu a ele, dará muito fruto, porque sem mim vocês não podem fazer nada. 6 Quem não fica unido a mim será jogado fora como um ramo, e secará. Esses ramos são ajuntados, jogados no fogo e queimados.» 7 Se vocês ficam unidos a mim e minhas palavras permanecem em vocês, peçam o que quiserem e será concedido a vocês. 8 A glória de meu Pai se manifesta quando vocês dão muitos frutos e se tornam meus discípulos

Obrigada. Deus ama você.
Cris Menezes
Catequizando Feliz Blog

24 junho, 2016

Viva São João!

Eu já fiz minha fogueira de São João inspirada no modelo do site Artesanato Brasil!!!



Confira o passo-a-passo no site http://artesanatobrasil.net/porta-docinho-fogueira-de-eva-para-festa-junina. 

*
Copio aqui um pouco da história de São João e da origem das festas juninas retiradas do site da canção nova.

*****
Um santo muito comemorado no mês de junho é São João. Esse santo é o responsável pelo título de “santo festeiro”, por isso, no dia 24 de junho, dia do seu nascimento, as festas são recheadas de muita dança, em especial o forró. Alguns símbolos são conhecidos por remeterem ao nascimento de São João, como a fogueira, o mastro, os fogos, a capelinha, a palha e o manjericão.  João é considerado o santo mais próximo de Cristo. Além de ser seu parente de sangue, Jesus foi batizado por João nas margens do Jordão.
Origem das Festas Juninas
Fortemente arraigadas na tradição católica, têm uma origem anterior ao cristianismo. Remontam à Antiguidade, à Era Romana. Antes do cristianismo se tornar a religião dominante na Europa, os romanos comemoravam, nesta época do ano. Com o passar dos anos a Igreja Católica foi se tornando a religião dominante e incorporou muitas das antigas festas pagãs, para facilitar a disseminação de sua fé. Logo, as festas “juninas” se tornaram “joaninas”, em homenagem a São João. Não adiantou muito e as festas passaram a ser mais conhecidas como “juninas” mesmo.

********

E Viva são João!!! Que o Espírito Santo acenda em nós o fogo do amor de Deus!!!
Obrigada.
Deus ama você!

22 junho, 2016

Fazendo arte: Terço de EVA


"Tudo o que fazemos com as mãos, chega mais fácil ao coração."




Que tal fazer com  os catequizandos um terço de E.V.A? Também podemos confecioná-lo e entregar como lembrancinha de algum encontro especial ou evento.

Esta ideia do terço em E.V.A, eu vi no blog da Tia Paula.  Clique aqui para ver como ficou o terço lá no blog dela.

Vamos precisar de:
Papel EVA mais grosso de duas ou três cores
Fitilho
Tesoura
Agulha

As contas do terço são feitas de quadradinhos de E.V.A. Tenha cuidado ao cortá-los para que fiquem mais ou menos do mesmo tamanho. Tive que arrumar  depois porque os quadradinhos ficaram muito desiguais. As contas do Pai Nosso iremos fazer com o E.V.A de cor diferente. Os quadradinhos do Pai Nosso não precisam ser maiores. Fica mais bonito todos do mesmo tamanho.
Então já sabe: Cada mistério tem 10 contas da Ave Maria e uma do Pai Nosso. São 5 mistérios. O início do terço são 3 contas para a Ave Maria mais 2 contas para o Pai Nosso e a cruz.

Para montar o terço, desfie o fitilho e coloque na agulha. Agora é só ir espetando os quadradinhos um a um tomando cuidado para espetar bem no meio do quadrado e cuidado para não espetar o dedo! 

Cuidado: Somente o catequista deve  manusear a agulha

Para finalizar,  é só fazer o nó quando fechamos o círculo com os 5 mistérios, cortar um lado do fitilho e o outro   fitilho puxamos para colar as contas iniciais do terço e a cruz.




Obrigada. Deus ama você.
Cris Menezes
Catequizando Feliz Blog

21 junho, 2016

Arte para ambientar a sala de catequese: Espírito Santo


Foi uma saga! Tentei desenhar uma pomba só por olhômetro, não deu muito certo. Depois lembrei que eu tinha uma vez comprado uma pomba e estava colada na porta da geladeira da minha mãe. Então usei como molde.

 Olha como esta pomba é perfeita! Corte profissional.




Esta foi a que eu fiz. Não usei o TNT liso, acho que o nome deste TNT é flocado.  Para fazer as "patas" eu colei  miçangas.



Para fazer os fogos dos 7 dons, pesquisei moldes na Internet. É muito fácil de fazer. Eu consigo desenhar muita coisa só olhando a imagem no computador. Foi assim que eu desenhei o molde do fogo.

Depois colei o desenho do fogo na fita cetim. Com uma fita mais larga é possível colar os nomes dos 7 dons.




Vinde Espírito Santo!
Obrigada. Deus ama você.

Cris Menezes