Categorias

Abraão (1) Acolhida (2) Advento (1) Aliança-Pacto de amizade (1) Ambientação (1) Amizade (1) Ano Liturgico (1) Ano Litúrgico (1) Apóstolos (3) Arte na catequese (9) Artesanato criativo (3) As maravilhas de Deus (1) Atividades (3) Avaliação na Catequese (2) Batismo (3) Bíblia (7) Brincadeiras (1) Caça ao Tesouro (2) Campanha da Fraternidade 2017 (2) Cantinho da Oração (1) Catequese com adultos (8) Catequese com crianças (28) Catequese com os pais (2) Catequese de Crisma (6) Catequese de Perseverança (1) Catequese em ação (1) catequistas (1) Como preparar encontro de catequese (2) Confissão (1) Coordenação (1) Coroa do Advento (1) Correio de Maria (6) Crisma (1) Dia das Mães (2) Dia do Catequista (1) Dinâmicas (60) Dinâmicas de Oração (8) Dinâmicas de Revisão (1) Espírito Santo (3) Eucaristia (9) Evangelho (5) Família (2) Felicidade (2) Formações (32) Gincana (1) Histórias na Catequese (2) Igreja (1) Jesus chama seus colaboradores (1) Jesus convida os apóstolos (1) Jesus inicia sua missão (1) João Batista (2) Juízes (1) Leitura Orante (6) Lembrancinha da Páscoa (2) Lembrancinhas (4) Mandamentos (1) Maquete (1) Matrimônio (1) Meio Ambiente (1) Metodologia catequética (25) Moisés (1) Nascimento de Jesus (2) Natal (2) Nossa Senhora (4) O nascimento de Jesus (1) O Perfil do Catequista (10) O programa de Jesus (1) O tempo dos Reis (2) Oração (2) Pai- Nosso (2) Papo de catequista (15) Parábola do semeador (2) Páscoa (1) Pecado (2) Planejamento (3) Planejamento de Encontros (24) Profetas (1) Quem é Jesus? (4) Quem eu sou? (1) Rádio Catequese (3) Rei Davi (1) Reunião de pais (1) Revisão (5) Roteiro de visitas às famílias dos catequizandos (1) Sacramento da Crisma (1) Sacramento da Reconciliação (1) Sacramentos (6) Sagrada Família (2) Santíssima Trindade (1) Semana Santa (2) Somos filhos de Deus (2) Teatro (2) Textos de Apoio (1) Unção dos Enfermos (1) Ver-julgar-agir (1) Vlog (3)

26 agosto, 2012

Dia do Catequista


"Senhor e Pai! Obediente à palavra do vosso filho, Jesus, decidi colocar-me a serviço da messe. Sou catequista, e tenho consciência da imensidão dos desafios. Mas sinto-me animado por uma firme vontade que não me deixa desistir da missão. Obrigado, senhor, por esta alegria que me toma completamente, quando penso como é lindo este ministério: ajudar a formar as feições do vosso filho no rosto e no coração de cada catequizando. Auxiliai-me sempre com vossa graça, para que os mantenha unidos a vós e os desperte para o compromisso comunitário. Minha felicidade será vê-los em ação; verdadeiros cristãos, cujo modo de viver ajude a evangelizar e edificar outros irmãos. Assim seja, senhor!"

Comemoramos este dia do catequista com muita festa. Primeiro um baile anos 60 e 70; e hoje, uma missa campal com os catequistas de todas as comunidades que formam nossa paróquia. Dia lindo e abençoado. Obrigada, senhor!
Deus, abençoe os catequistas do nosso Brasil.

21 agosto, 2012

Perfil do Catequista: Como deve ser um catequista


Estou lendo Orientações para Catequistas (Diocese de Santarém- Equipe de Catequese Rural), e estou a-do-ran-do!!! Vai para lista de livros que todo catequista deveria ler. 





Compartilho um pouco do livro:

Como deve ser um catequista

1. Pessoa de fé e de oração: Acredita que Deus está presente na caminhada. Sua fé é fundamental na ação concreta de compromisso pela causa do Reino. Esta mesma fé leva-o(a) sempre a buscar o encontro com o Pai na oração. A oração do homem de fé é sempre ligada com a vida (Mt 18, 19-20). A oração sustenta sua fidelidade ao Projeto.

2.Pessoa que dá testemunho de vida: Testemunha pela própria vida aquilo que anuncia. Prega a Boa Nova do Reino não apenas com palavras, mas sobretudo com as ações concretas (cf. Mt 7, 21). Está sempre presente, participando nos trabalhos comunitários, nas reuniões, nas celebrações e nas lutas por melhores condições de vida. 

3. Pessoa engajada na comunidade: Está a par do que ocorre. Está informada de todos os acontecimentos da comunidade. Sabe porque olha, aprecia, observa e toma posição do lado dos que mais sofrem. Não se contenta com a situação do jeito que está, e por isso engaja-se para transformá-la. Procura conhecer bem a realidade, porque é a partir dela que vai trabalhar.

4. Pessoa de firmeza e esperança: Apesar de todos os males que existem na sociedade, das dificuldades que enfrenta, das perseguições e calúnias que sofre, é capaz de permanecer firme na caminhada até o fim. Não desanima facilmente (cf. Mt 10, 22). É uma pessoa apaixonada pelo Reino, sendo capaz de entregar sua vida, porque acredita na causa pela qual luta.

5. Pessoa honesta e pontual: Não há contradição entre o que diz e o que faz. Procura sempre corresponder às responsabilidades assumidas na equipe e na comunidade. Deve ser o primeiro a dar exemplo com sua pontualidade nos trabalhos, nas reuniões e celebrações eucarísticas.

6. Pessoa comunicativa: Consegue se expressar com clareza e humildade nos momentos importantes da comunidade. Procura se aproximar de todos sem distinção, criando um ambiente fraterno e participativo.

7. Pessoa de confiança: É aceita pela comunidade e pelo vigário, por causa do seu testemunho de vida, de sua responsabilidade, do jeito que tem para o trabalho, da maneira de tratar as pessoas etc. Tudo isso a faz merecer crédito e confiança.

8. Pessoa que sabe escutar o povo: Corresponde aos anseios do povo, porque está sempre à escuta de seus clamores. É capaz de ver, escutar e sentir seus problemas do dia-a-dia, porque acredita na força que os pobres têm para mudar a situação. Não decide e nem encaminha nada sozinho. É uma pessoa encarnada na realidade e comprometida com sua transformação.

9. Pessoa comprometida com a causa do Reino: Assume o compromisso de anunciar o Reino até as últimas consequências. Esse anúncio é a motivação mais profunda de sua vida (cf. Mt 6, 33). O mais importante é que o Reino de Deus seja construído (Cf. Mt 10, 18-22).

10.Pessoa de esperança: Acredita, acima de tudo, na realização do Reino de Deus que começa aqui e agora. Por isso assume o papel profético de manter no meio do povo a esperança de que o Reino se realizará. A pessoa que tem esperança, encoraja e reanima os desanimados.

Em grupos
1. Para mim, como catequista, quais destas qualidades que preciso adquirir ou desenvolver?

19 agosto, 2012

Creio na Alegria


A primeira etapa da Primeira Eucaristia adotou o livro Creio na Alegria: Caminho da fé cristã nos passos do credo (Autoras: Sandra Regina de Sousa e Tania Ferreira Pulier). O livro traz uma nova proposta para catequese infantil: evangelizar e catequizar utilizando recursos poéticos e artísticos. Confesso que este livro é bem avançado para nossa realidade. Mas é uma abordagem de catequese inovadora. Vale a pena tê-lo como fonte de pesquisa. 


Gosto especialmente da introdução feita pelas autoras e que transcrevo aqui:

"Pensamos que a catequese não pode ser um despejar de conteúdos em cima das crianças. Ela parte do pressuposto da experiência como caminho de conhecimento. Estas são as duas palavras que norteiam este trabalho: Catequese e experiência. A raiz da palavra 'catequese', de origem grega, significa katá (a partir de) + echos (voz, fala, eco). A palavra de Deus ecoou no mundo na pessoa de Jesus Cristo. Em seu Mistério Pascal continua ecoando na liturgia vivida e celebrada por todos os cristãos. Sendo assim, a missão da catequese é fazer ecoar a Boa-Nova da presença do Ressuscitado na vida dos que iniciam a experiência de fé. O termo 'experiência', substantivo grego trazido até nós pelo latim experientia, fruto do verbo ex-perior, assume o significado de 'atravessar', 'passar através de'. Ao fazer tal passagem, chega-se a conhecer uma situação vital, alguma coisa até então desconhecida em suas múltiplas possibilidades. A realidade externa atravessa o mundo interno e provoca um encontro. O que antes era desconhecido torna-se conhecido, descoberto. Ao ouvir a Boa-Nova ecoando, a criança é convidada a experimentar a presença  amorosa de um Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo.O Diretório da Catequese propõe que a catequese seja um caminho 'mistagógico' que conduza as pessoas para dentro do mistério-encontro pessoal e comunitário com Jesus Cristo-, capaz de mudar a vida e fazer discípulos missionários. (...)A meta deste livro é ajudar a criança a trilhar esse caminho da mistagogia, adentrando no Mistério Pascal de Cristo, que em sua morte e ressurreição deu-nos vida e filiação divina. (...) Para alcançar esta meta, propomos um percurso que nasce da experiência de contato com o texto poético, o teatro, as artes plásticas, os jogos, a dança, as histórias, sendo o fio condutor a Palavra de Deus, que tem o poder de iluminar, transformar, integrar."

12 agosto, 2012

Dinâmica para catequese: Caça ao tesouro



Encontro: Jesus nos ensina por meio de parábolas- Parábola do semeador

Mateus 13
Leitura silenciosa
Leitura em voz alta
Aplicação da leitura na nossa vida: como está o nosso coração? Somos a terra pedregosa, a terra entre espinhos, a terra no meio do caminho, ou a terra boa? Queremos ser a terra boa?

Dinâmica: Caça ao Tesouro (Criado por Cris Menezes)

Pista 1: Iniciaremos agora nossa caça ao tesouro. Prestem atenção na primeira pista. Ela está  no mural do quadro de avisos da Igreja.

Pista 2:  Na leitura que partilhamos sábado passado, Jesus disse: “Quem vir a mim não terá mais sede.”  Só Jesus pode matar a nossa sede de amor e felicidade! A segunda pista está escondida num lugar que tem água.

Pista 3: Parabéns. Chegar até esta torneira de água não foi fácil.  Água é fundamental para nossa sobrevivência. A água também nos lava da sujeira. No batismo,  o padre joga um pouco de água na nossa cabeça e nos batiza em nome do Pai, do filho e do Espírito Santo. A pista 3 está escondida no lugar onde se batizam crianças e adultos na nossa Igreja.

Pista 4:  A Bíblia é a palavra de Deus.  Na Bíblia, aprendemos muitas coisas boas. Hoje, por exemplo, aprendemos que Jesus falou aos seus discípulos  por meio de parábolas, ou seja histórias.  As histórias de Jesus ensinaram os discípulos sobre o amor a Deus e às pessoas, caridade, perdão... Procure na Bíblia uma parábola de Jesus e leia para todos.  (Quem encontrar uma parábola na Bíblia, ganha a pista 5)

Pista 5:  A parábola do semeador nos faz pensar em como está o nosso coração. Procure  uma oração que escondi em alguma das salas de catequese. Mas atenção,  peçam licença ao catequista para entrar nas salas.

Pista 6: “Senhor, Feliz é só quem segue o caminho que você nos deixou na sua lei. Será sempre como árvore, bem regada, verde e cheia só de flores e frutas boas.” ( Procure entre a natureza que Deus criou, a próxima pista.

Pista 7: “Qual é a chave? Qual é o segredo que abre as portas do teu coração?” Você está recebendo agora esta chave. Se ela abrir o armário da catequese, você encontrou o tesouro.  Vá até o armário e pegue  o tesouro!
Tesouro: 







04 agosto, 2012

Leitura Orante da Bíblia- Lectio Divina




Os quatro passos da Leitura Orante : - A leitura – meditação – oração – contemplação
Para alcançar os quatros passos, tenho aqui a sugestão:

1. Invocação ao Espírito Santo (Pode ser também uma música).
2. Ler com calma e atentamento o texto da bíblia (fechar a bíblia).
3. Fazer um profundo silêncio interior lembrando o que leu.
4. Imaginar: 
     -As pessoas, as coisas, o lugar
     -Ouvir o que dizem
     -Participar ou entrar em cena
5. Atualizar a palavra ligando-a com a vida.
6. Colóquio: falar com Deus, ouvir, agradecer...
7. Formular um compromisso para a vida.
8. Revisão da oração 
-Palavra ou frase que mais me tocou
-Sentimento mais forte
-Apelo maior
-Maior dificuldade
-De minha parte fui fiel?
-Se não fui bem...quais os motivos (causas), peço perdão...
9. Registrar o que foi mais importante
10. Escolher uma frase como resumo para memorizar.
(Fonte: Material entregue na Oficina Catequética 2012)

É recomendado para que nós catequistas fazermos a leitura orante da bíblia e começarmos também a aplicar com os catequizandos. Na leitura orante, lemos três vezes o mesmo trecho bíblico. Com as crianças e adolescentes, podemos substituir as outras duas leituras por jogos e dinâmicas, como bingo de frases (Fazemos perguntas sobre o texto lido, e montamos cartelas com as respostas.), caça ao tesouro, teatro.