Categorias

Abraão (4) Acolhida (2) Advento (1) Aliança-Pacto de amizade (1) Ambientação (2) Amizade (1) Ano Liturgico (1) Ano Litúrgico (1) Apóstolos (3) Arte na catequese (10) Artesanato criativo (5) As maravilhas de Deus (1) Atividades (8) Avaliação na Catequese (2) Batismo (3) Bíblia (8) Brincadeiras (1) Caça ao Tesouro (2) Campanha da Fraternidade 2017 (2) Cantinho da Oração (1) Catavento (1) Catequese com adultos (8) Catequese com crianças (28) Catequese com os pais (2) Catequese de Crisma (6) Catequese de Perseverança (1) Catequese em ação (1) catequistas (1) Como preparar encontro de catequese (2) Confissão (1) Coordenação (1) Coroa do Advento (1) Correio de Maria (6) Crisma (1) Dia das Mães (5) Dia do Catequista (1) Dinâmicas (60) Dinâmicas de Oração (6) Dinâmicas de Revisão (1) Espírito Santo (4) Eucaristia (10) Evangelho (5) Família (2) Felicidade (2) Formações (32) Gincana (1) Histórias na Catequese (2) Igreja (1) Jesus chama seus colaboradores (1) Jesus convida os apóstolos (1) Jesus inicia sua missão (1) João Batista (2) Juízes (1) Leitura Orante (6) Lembrancinha da Páscoa (6) Lembrancinha para as mães (4) Lembrancinhas (5) Mandamentos (1) Maquete (1) Matrimônio (1) Meio Ambiente (1) Metodologia catequética (24) Moisés (1) Nascimento de Jesus (2) Natal (2) Nossa Senhora (4) O nascimento de Jesus (1) O Perfil do Catequista (10) O programa de Jesus (1) O tempo dos Reis (2) Oração (2) Pai- Nosso (2) Papo de catequista (13) Parábola do semeador (2) Páscoa (6) Pecado (2) Pentecostes (1) Planejamento (3) Planejamento de Encontros (24) Profetas (1) Quem é Jesus? (4) Quem eu sou? (1) Rádio Catequese (4) Rei Davi (1) Reunião de pais (1) Revisão (5) Roteiro de visitas às famílias dos catequizandos (1) Sacramento da Crisma (1) Sacramento da Reconciliação (1) Sacramentos (6) Sagrada Família (2) Santíssima Trindade (1) Semana Santa (3) Somos filhos de Deus (2) Teatro (2) Textos de Apoio (1) Unção dos Enfermos (1) Ver-julgar-agir (1) Vlog (1)

25 junho, 2013

Catequista também é gente


"Catequista e seu tempo- 'Catequista também é gente', costumam dizer. E essa afirmação aparentemente tão óbvia, esconde algumas questões importantes sobre as quais se deve refletir. Catequista é pessoa inserida no seu contexto, tão sujeita às influências do seu tempo  como qualquer outra pessoa. Catequista também fica confuso(a) e às vezes, se pergunta: 'Quem sou eu no meio de tudo isso?', 'Como devo agir?', 'Que caminho seguir?'. São Paulo já chamava atenção daqueles que, no seu tempo, pareciam estar desorientados: 'Não vos conformeis com este mundo, mas transformais-vos pela renovação do vosso espírito, para que possais discernir qual é a vontade de Deus, o que é bom o que lhe agrada e o que é perfeito'(Rm 12,2). Essa 'regrinha de ouro' certamente pode ajudar o(a) catequista a se situar quando situações conflituosas aparecerem, colocando, de um lado, as pressões dos tempos de hoje e, de outro, sua vocação e missão. Sem fugir do mundo, mas procurando o discernimento, o catequista pode encontrar sua realização e fortalecer-se para que venha a dar bom testemunho a seus catequizandos e à sua comunidade. E discernir é um exercício que se faz na oração, na reflexão, na escuta atenta da Palavra, do diálogo com as pessoas mais vividas e experientes, especialmente com outros catequistas. Sem dúvida, os tempos de hoje têm muitos valores que devem ser assimilados e integrados à vida e ao ministério catequético. Não se trata, portanto, de querer exorcizar o mundo, como se tudo fosse ruim e perigoso! É justamente o discernimento que não só poderá dar ao catequista elementos para agregar esses valores  ao seu estilo de vida, como também oferecerá  um filtro capaz de ajudá-lo a descartar o que não lhe convém como cristão(ã) e educador da fé. Só assim cumprirá bem sua missão profética, apontando tudo aquilo que está afinado com o projeto de Deus, 'o que é bom, agradável e perfeito', e denunciando o que vai na direção oposta dos ensinamentos e práticas de Jesus."

"Para refletir: Na sua realidade, quais os principais desafios encontrados em sua missão de catequista?
Que ensinamentos de Jesus podem ajudar a esclarecer nossa mente e coração?"

(Fonte: Revista Ecoando, ano x, n°37)



Catequista Cris Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário