Categorias

Abraão (1) Acolhida (2) Advento (1) Aliança-Pacto de amizade (1) Ambientação (1) Amizade (1) Ano Liturgico (1) Ano Litúrgico (1) Apóstolos (3) Arte na catequese (9) Artesanato criativo (3) As maravilhas de Deus (1) Atividades (3) Avaliação na Catequese (2) Batismo (3) Bíblia (7) Brincadeiras (1) Caça ao Tesouro (1) Campanha da Fraternidade 2017 (1) Cantinho da Oração (1) Catequese com adultos (8) Catequese com crianças (28) Catequese com os pais (2) Catequese de Crisma (6) Catequese de Perseverança (1) Catequese em ação (1) catequistas (1) Como preparar encontro de catequese (2) Confissão (1) Coordenação (1) Coroa do Advento (1) Correio de Maria (6) Crisma (1) Dia das Mães (2) Dia do Catequista (1) Dinâmicas (59) Dinâmicas de Oração (8) Dinâmicas de Revisão (1) Espírito Santo (3) Eucaristia (9) Evangelho (5) Família (2) Felicidade (2) Formações (32) Gincana (1) Histórias na Catequese (2) Igreja (1) Jesus chama seus colaboradores (1) Jesus convida os apóstolos (1) Jesus inicia sua missão (1) João Batista (2) Juízes (1) Leitura Orante (6) Lembrancinhas (4) Mandamentos (1) Matrimônio (1) Metodologia catequética (25) Moisés (1) Nascimento de Jesus (2) Natal (2) Nossa Senhora (4) O nascimento de Jesus (1) O Perfil do Catequista (10) O programa de Jesus (1) O tempo dos Reis (2) Oração (2) Pai- Nosso (2) Papo de catequista (16) Parábola do semeador (2) Páscoa (1) Pecado (2) Planejamento (3) Planejamento de Encontros (24) Profetas (1) Quem é Jesus? (4) Quem eu sou? (1) Rádio Catequese (3) Rei Davi (1) Reunião de pais (1) Revisão (5) Roteiro de visitas às famílias dos catequizandos (1) Sacramento da Crisma (1) Sacramento da Reconciliação (1) Sacramentos (6) Sagrada Família (2) Santíssima Trindade (1) Semana Santa (2) Somos filhos de Deus (2) Teatro (2) Textos de Apoio (1) Unção dos Enfermos (1) Ver-julgar-agir (1) Vlog (3)

31 janeiro, 2013

Hino da Campanha da Fraternidade 2013


Vamos cantar?

"Estou aqui, meu Senhor, sou Jovem, sou teu povo.
Eu tenho fome de justiça e de amor"



http://www.catequesedeeucaristia.blogspot.com.br






23 janeiro, 2013

Como comungar?



" (...) Em procissão vamos receber a Eucaristia. Há duas formas de recebê-la,
 todas duas profundamente significativas, expressam a nossa fé. (...) 
Assim se exprime a Instrução Geral sobre o Missal Romano no n.º 160 “(...)
 Não é permitido aos fiéis receber por si mesmos o pão consagrado e muito
 menos passar de mão em mão entre si. (...). 

O n.º 161 apresenta, com os negritos que chamam mais a nossa atenção
, as duas formas dizendo: 'Se a comunhão é dada sob a espécie do pão somente,
 o sacerdote mostra a cada um a hóstia um pouco elevada, dizendo: 
O Corpo de Cristo. Quem vai comungar responde: 
Amém, recebe o Sacramento, na boca ou, onde for concedido, na mão,
 à sua livre escolha. O comungante, assim que recebe a santa hóstia,
 consome-a inteiramente'. Até mesmo o diácono, se por acaso a celebração
 tiver a sua participação, há de receber das mãos do celebrante 
a comunhão sob as duas espécies. É o que reza o n.º 182 do mesmo texto
. O n.º 244 será mais preciso, afirmando que o diácono recebe a comunhão, 
numa concelebração, após os celebrantes, das mãos do celebrante principal. 

A comunhão na boca tem um belo sentido. É expressão da mesma bondade do Pai
 que alimenta os seus filhos como crianças. Não é nada indigno sentir-se,
 é até mesmo um belo sentimento próprio de filho de Deus, 
conforme nos ensinou Jesus o ser criança diante dos mistérios de Deus. 
Não nos preparamos para receber a Jesus balbuciando, como uma pequena criança,
 o nome do Pai: “Abba”? Somos como filhotes de pelicano a receber o Corpo do Senhor.
 Eu sempre gosto de imaginar Jesus Cristo, partindo os pedaços de pão e colocando-os 
na boca de seus discípulos, gesto que significa, amor profundo pelos seus. 

Quanto à outra forma, recorro às instruções de um grande catequista 
que viveu no século IV e foi bispo de Jerusalém: “Ao te aproximares (da Eucaristia), 
não vás com as palmas das mãos estendidas, com os dedos separados; mas faze 
com a mão esquerda um trono para a direita como quem deve receber
 um Rei e no côncavo da mão espalmada recebe o Corpo de Cristo, dizendo: 'Amém'. "

Escrito por Dom Paulo Francisco Machado
 Texto completo  aqui



21 janeiro, 2013

Ao Partir do Pão - Walmir Alencar ♪♫



Ao partir do Pão- Valmir Alencar


Quem podia imaginar
Que aquela cruz
Era só o começo
De uma história de amor.
Comentavam com grande dor
Tudo o que se passou
E jamais esperavam
Reencontrar o senhor.
Aconteceu sem mesmo esperar
Ele apareceu em meio aos discípulos
A caminhar
Falava de amor
E o som de sua voz
Abrasava os seus corações,
E diziam:
Senhor fica conosco
É tarde e o dia declina
Quase sem esperança
Partimos sem direção.
Mas ao redor da mesa
Se abriram os nossos olhos
Te reconhecemos
Ao partir do pão.
Já não chore jerusalém
A alegria voltou.
Teu senhor está vivo
Ele ressuscitou.