Categorias

Abraão (4) Acolhida (2) Advento (1) Aliança-Pacto de amizade (1) Ambientação (2) Amizade (1) Ano Liturgico (1) Ano Litúrgico (1) Apóstolos (3) Arte na catequese (10) Artesanato criativo (5) As maravilhas de Deus (1) Atividades (7) Avaliação na Catequese (2) Batismo (3) Bíblia (8) Brincadeiras (1) Caça ao Tesouro (2) Campanha da Fraternidade 2017 (2) Cantinho da Oração (1) Catavento (1) Catequese com adultos (8) Catequese com crianças (28) Catequese com os pais (2) Catequese de Crisma (6) Catequese de Perseverança (1) Catequese em ação (1) catequistas (1) Como preparar encontro de catequese (2) Confissão (1) Coordenação (1) Coroa do Advento (1) Correio de Maria (5) Crisma (1) Dia das Mães (3) Dia do Catequista (1) Dinâmicas (60) Dinâmicas de Oração (6) Dinâmicas de Revisão (1) Espírito Santo (4) Eucaristia (10) Evangelho (5) Família (2) Felicidade (2) Formações (32) Gincana (1) Histórias na Catequese (2) Igreja (1) Jesus chama seus colaboradores (1) Jesus convida os apóstolos (1) Jesus inicia sua missão (1) João Batista (2) Juízes (1) Leitura Orante (6) Lembrancinha da Páscoa (6) Lembrancinha para as mães (1) Lembrancinhas (5) Mandamentos (1) Maquete (1) Matrimônio (1) Meio Ambiente (1) Metodologia catequética (24) Moisés (1) Nascimento de Jesus (2) Natal (2) Nossa Senhora (4) O nascimento de Jesus (1) O Perfil do Catequista (10) O programa de Jesus (1) O tempo dos Reis (2) Oração (2) Pai- Nosso (2) Papo de catequista (13) Parábola do semeador (2) Páscoa (6) Pecado (2) Pentecostes (1) Planejamento (3) Planejamento de Encontros (24) Profetas (1) Quem é Jesus? (4) Quem eu sou? (1) Rádio Catequese (3) Rei Davi (1) Reunião de pais (1) Revisão (5) Roteiro de visitas às famílias dos catequizandos (1) Sacramento da Crisma (1) Sacramento da Reconciliação (1) Sacramentos (6) Sagrada Família (2) Santíssima Trindade (1) Semana Santa (3) Somos filhos de Deus (2) Teatro (2) Textos de Apoio (1) Unção dos Enfermos (1) Ver-julgar-agir (1) Vlog (1)

16 fevereiro, 2016

Entendendo o saneamento básico-CF2016



-O saneamento básico inclui os serviços públicos de abastecimentos de água, o manejo adequado dos esgotos sanitários, das águas pluviais, dos resíduos sólidos, o controle de reservatórios e dos agentes transmissores de doenças. Isso traz sensível melhoria na saúde e nas condições de vida de uma comunidade.

-Saneamento básico significa o conjunto de serviços, infraestruturas e instalações físicas, educacionais, legais e institucionais que garantam:
a- abastecimento de água potável, desde a captação até as ligações prediais e respectivos instrumentos de medição;
b. esgotamento sanitário: coleta, transporte, tratamento e disposição final adequados dos esgoto sanitários, desde as ligações prediais até o seu lançamento final no meio ambiente;
c. limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos: coleta, transporte, transbordo, tratamento e destino final no meio ambiente;
d. limpeza urbana e manejo das águas pluviais urbanas: transporte, detenção ou retenção para evitar enchentes. 
e articulação entre o saneamento básico e as políticas de desenvolvimento urbano e regional de habitação, de combate à pobreza e se sua erradicação, de proteção ambiental, de promoção da saúde e outras de relevante interesse social voltadas para  melhoria da qualidade de vida para as quais o saneamento básico seja fator determinante (Lei n.11.445/07, art.2, parag. 6°)

-A implantação do saneamento básico torna-se essencial à vida humana e à proteção ambiental. É, portanto, ação que busca construir a justiça, principalmente para os pequenos e pobres. As ações de saneamento básico são serviços essenciais, direito social do cidadão e dever do Estado. ( Ver Resolução n.64/292, de 28 de julho de 2010.)


Saneamento básico e saúde

-Milhares de pessoas no mundo se tornam mais suscetíveis a doenças como diarreia, cólera, hepatite e febre tifoide, por conta de condições precárias de disposição do esgotamento sanitário, água e higiene.

-A insalubridade causa problemas de ordem psicológica e emocional, não apenas físicos. 


Urgência do saneamento básico no Brasil

-82% da população brasileira têm acesso à água tratada.
-Mais de 100 milhões de pessoas no país ainda não possuem coleta de esgotos e apenas 39% destes esgotos são tratados, sendo despejados diariamente o equivalente a mais de 5 mil piscinas olímpicas de esgoto sem tratamento na natureza.

-Os serviços de saneamento básico são essenciais para evitar a proliferação de doenças;

 Saneamento básico e o direito à moradia saudável

-As estruturas e os serviços de saneamento são parte integrante da nossa habitação. No Brasil. existem mansões e condomínios de luxo, localizados em áreas com boa acessibilidade, segurança e com recurso luxuosos, no entanto, nem sempre essas moradias cumprem as regras de saneamento básico e proteção ambiental. Também existem bairros populares que cresceram enormemente na últimas décadas com deficiências visíveis na área do saneamento básico, coleta de lixo e rede de abastecimento de água potável. Além disso, existem no Brasil milhares de pessoas que vivem em favelas e cortiços com instalações sanitárias improvisadas e esgoto a céu aberto. E há a população em situação de rua exposta a todos os tipos de precariedades.


-A moradia adequada é reconhecida como um direito universal pela declaração Universal dos Direitos Humanos, desde 1948. Vários tratados internacionais, após essa data, reafirmam que os Estados têm a obrigação de promover e proteger este direito. O direito à moradia adequada deve incluir condições de proteção contra os fatores que colocam em risco a saúde e a vida das pessoas. O acesso à moradia precisa também disponibilizar serviços de infraestrutura equipamentos públicos, tais como redes de água, saneamento básico, gás e energia elétrica, além do transporte público, limpeza e localização adequada.

Você sabia que:

No mundo, um milhão de pessoas fazem suas necessidades a céu aberto?

Mais de 4.000 crianças morrem por ano por falta de acesso à água potável e ao saneamento básico?

Na América Latina, as pessoas têm mais acesso aos celulares do que aos banheiros?

Trechos retirados do Texto-Base da Campanha da Fraternidade 2016: Cama Comum-Nossa Responsabilidade

(Continua)

Nenhum comentário:

Postar um comentário