Categorias

Abraão (4) Acolhida (2) Advento (1) Aliança-Pacto de amizade (1) Ambientação (2) Amizade (1) Ano Liturgico (1) Ano Litúrgico (1) Apóstolos (3) Arte na catequese (10) Artesanato criativo (5) As maravilhas de Deus (1) Atividades (7) Avaliação na Catequese (2) Batismo (3) Bíblia (8) Brincadeiras (1) Caça ao Tesouro (2) Campanha da Fraternidade 2017 (2) Cantinho da Oração (1) Catavento (1) Catequese com adultos (8) Catequese com crianças (28) Catequese com os pais (2) Catequese de Crisma (6) Catequese de Perseverança (1) Catequese em ação (1) catequistas (1) Como preparar encontro de catequese (2) Confissão (1) Coordenação (1) Coroa do Advento (1) Correio de Maria (5) Crisma (1) Dia das Mães (3) Dia do Catequista (1) Dinâmicas (60) Dinâmicas de Oração (6) Dinâmicas de Revisão (1) Espírito Santo (4) Eucaristia (10) Evangelho (5) Família (2) Felicidade (2) Formações (32) Gincana (1) Histórias na Catequese (2) Igreja (1) Jesus chama seus colaboradores (1) Jesus convida os apóstolos (1) Jesus inicia sua missão (1) João Batista (2) Juízes (1) Leitura Orante (6) Lembrancinha da Páscoa (6) Lembrancinha para as mães (1) Lembrancinhas (5) Mandamentos (1) Maquete (1) Matrimônio (1) Meio Ambiente (1) Metodologia catequética (24) Moisés (1) Nascimento de Jesus (2) Natal (2) Nossa Senhora (4) O nascimento de Jesus (1) O Perfil do Catequista (10) O programa de Jesus (1) O tempo dos Reis (2) Oração (2) Pai- Nosso (2) Papo de catequista (13) Parábola do semeador (2) Páscoa (6) Pecado (2) Pentecostes (1) Planejamento (3) Planejamento de Encontros (24) Profetas (1) Quem é Jesus? (4) Quem eu sou? (1) Rádio Catequese (3) Rei Davi (1) Reunião de pais (1) Revisão (5) Roteiro de visitas às famílias dos catequizandos (1) Sacramento da Crisma (1) Sacramento da Reconciliação (1) Sacramentos (6) Sagrada Família (2) Santíssima Trindade (1) Semana Santa (3) Somos filhos de Deus (2) Teatro (2) Textos de Apoio (1) Unção dos Enfermos (1) Ver-julgar-agir (1) Vlog (1)

01 março, 2016

Saber cuidar do ambiente e das pessoas- CF2016





Texto-base Campanha da Fraternidade 2016

A harmonia do ser humano com o meio ambiente aparece bastante na Bíblia como símbolo da vida gratificante que Deus planejou para nós. Vemos isso no começo, com uma descrição poética de como deveria ser o mundo: o Jardim do Éden, onde "brotava da Terra uma fonte, que lhes regava toda a superfície" (Gn 2,6). O ser humano "formado do pó da terra" é outro símbolo da relação que Deus quer que tenhamos com a natureza.

Temos a tarefa de sermos jardineiros e jardineiras de um jardim que reflete a harmonia desejada por Deus: "Deus tomou Adão e o colocou no Jardim do Éden, para que cultivasse e guardasse" (cf Gn 2,15). No Éden, nascia um rio que se dividia em quatro braços, lembrando os quatros pontos cardeais e assim representando a terra inteira. Essas passagens iniciais da Bíblia ressaltam a importância do cuidado humano pela integridade da criação.

Na nova Jerusalém do Apocalipse , temos de novo um símbolo que evoca a natureza como fonte da Vida: um rio de água vivificante que brilhava como cristal e brotava do trono de Deus. Além disso, reaparece a Árvore da Vida, que dá fruto doze vezes por ano, produzindo cada mês o seu fruto e suas folhas servem para curar as nações (cf. ap 22,1-2).

A água, limpa e potável, também aparece muito como símbolo da vida digna e presente de Deus. Nesse sentido, temos, por exemplo, a água que Moisés fez brotar no deserto (cf. Ex 17,6). O próprio Jesus usa esse símbolo quando se anuncia à samaritana como "fonte de água viva" (cf. Jo,4,14), A água e a natureza bem cuidadas são sinais de  presença de Deus e apelos de fidelidade à missão que a humanidade recebeu do Criador. A água e a natureza são grandes presentes e, em qualquer situação da nossa vida, estragar um presente é uma ofensa a quem generosamente o oferece.

Dentro desse espírito, podemos também interpretar o simbolismo da água nos ritos de purificação do Primeiro Testamento e no Batismo. A água batismal significa a nossa purificação e a Nova Vida que Deus está nos oferecendo, porque há uma forte ligação entre limpeza, água e dignidade da vida.

Ao longo de sua caminhada, o povo foi descobrindo e estabelecendo normas de higiene e limpeza para que a comunidade humana fosse um reflexo desta harmonia retratada no jardim do Éden.

Diante disso, podemos examinar mais de perto algumas atitudes do povo da Bíblia na caminhada que foi sendo desenvolvida a serviço do projeto de Deus:

a) Organizar a comunidade para que resolvam seus problemas. A descentralização do poder e das decisões é fundamental para que as pessoas sejam bem atendidas pelo poder público. Assim, Jetro ensina a Moisés organizar o povo dentro de uma estrutura descentralizada (cf. Ex 18,13-27).

b)Manter a limpeza do acampamento. Em Deuteronômio 23,13-14 temos as recomendações a respeito do saneamento básico do acampamento. Cada pessoa deve ter, entre seus instrumentos de trabalho, uma pá para cavar e depois cobrir suas fezes e assim evitar sujeiras e doenças. Um lugar adequado, fora do acampamento, deve ser reservado para isso. (...)

c) Cuidar e tratar da água a ser consumida. As fontes, poços e cisternas devem ser mantidos puros (cf. Lv11,36). A pureza da água a ser consumida foi um problemas na travessia do deserto. Moisés purifica as águas amargas tornando-as potáveis (cf. Ex 15,23-25). Da mesma forma, o profeta Eliseu resolve o problema de abastecimento de água para a cidade de Jericó (cf. 2Rs 2, 19-22). Através do cuidado humano, o manancial envenenado volta a ser fonte de vida. Foi sentado junto ao poço de Jacó que Jesus conversou com a samaritana sobre a água viva (cf. Jo 4, 1-26).

d) Saber comer alimentos bons. No jardim do Éden havia "ervas que produzem sementes e árvores que dão frutos bons em abundâncias" (cf. Gn 1,11-12). A natureza nos fornece alimentos saudáveis. Está implícita a recomendação de ter cuidado com o que se come; As pessoas têm direito à quantidade de alimentos necessários para sua sobrevivência com igualdade de direitos e sem exageros (cf. Ex 16,18). Devemos aprender com Jesus e evitar todo desperdício de alimentos (cf. Jo6,12). A comida pode causar doenças.

e) Repartir com os pobres. A lei preservava o direito dos pobres em recolher as sobras das colheitas (cf. Dt 24, 19-22). Todos devem ter direito aos bens necessários para sua sobrevivência (cf. Dt 23,25).

f) Cuidar das árvores e bosques. Não cortar árvores. Respeitar as árvores frutíferas (cf. Lv 19,25) porque os frutos das árvores são bênção de Deus. Seus frutos servem de alimento e suas folhas de remédio (cf. Ap 22,2). O alerta feito em Deuteronômio (cf. 20,19) lembrando que as árvores são importantes e sob sua sombra decisões importantes podem ser tomadas (cf. Jz4.4-5).

g) Respeitar e remunerar bem o trabalho alheio. Não se deve explorar o assalariado e o trabalhador. O salário deve ser pago em dia e, no caso do pobre, no mesmo dia, antes que o sol se ponha para que ele possa se alimentar (cf. Dt 24, 14-15; Tg 5,1-6). Ninguém deve aproveitar-se da situação de miséria pela qual está passando uma pessoa para explorá-la (cf. Lv 25,39). Tudo isso hoje nos apontaria a necessidade de respeito pelos trabalhadores e pelas trabalhadoras e seus direitos, incluindo a obrigação de dar a eles possibilidade de vida saudável, em ambiente bem cuidado (cf. Lv 16).

h) Saber descansar. O dia sagrado do descanso deve ser observado. Todos precisam descansar (cf. Ex 20,8-11). Inclusive a terra cultivada precisa de um sétimo ano de descanso (cf. Ex 20, 8-11). O lazer é importante e todos devem ter o direito de viverem tranquilos e felizes "debaixo da vinha e da figueira" (cf Mq 4,4). Aqui podemos perceber que há ritmos que devem ser respeitados também no cuidado com os recursos naturais.

Fonte: Texto-base da CF 2016.

4 comentários:

  1. Graças há Deus nem tudo é ruim nesse mundo tecnológico aliás é ótimo isso que acabo de descobrir. Agradeço pela ajuda minha comunidade fica distante da paroquia só cento e alguns quilômetros as estradas não são boas, padres quando aparecem só uma vez por mês, muito bom contar com essa ajuda que nos dispõe. DEUS CONTINUE ILUMINANDO.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cleide! Seja bem-vinda! Fico feliz de o conteúdo deste blog ajudar você na sua catequese! :) Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  3. Amém.Que vc também seja sempre abençoada. Que nossa senhora realize seus propósitos como mulher.

    ResponderExcluir