Categorias

Abraão (4) Acolhida (2) Advento (1) Aliança-Pacto de amizade (1) Ambientação (2) Amizade (1) Ano Liturgico (1) Ano Litúrgico (1) Apóstolos (3) Arte na catequese (10) Artesanato criativo (5) As maravilhas de Deus (1) Atividades (8) Avaliação na Catequese (2) Batismo (3) Bíblia (8) Brincadeiras (1) Caça ao Tesouro (2) Campanha da Fraternidade 2017 (2) Cantinho da Oração (1) Catavento (1) Catequese com adultos (8) Catequese com crianças (28) Catequese com os pais (2) Catequese de Crisma (6) Catequese de Perseverança (1) Catequese em ação (1) catequistas (1) Como preparar encontro de catequese (2) Confissão (1) Coordenação (1) Coroa do Advento (1) Correio de Maria (6) Crisma (1) Dia das Mães (5) Dia do Catequista (1) Dinâmicas (60) Dinâmicas de Oração (6) Dinâmicas de Revisão (1) Espírito Santo (4) Eucaristia (10) Evangelho (5) Família (2) Felicidade (2) Formações (32) Gincana (1) Histórias na Catequese (2) Igreja (1) Jesus chama seus colaboradores (1) Jesus convida os apóstolos (1) Jesus inicia sua missão (1) João Batista (2) Juízes (1) Leitura Orante (6) Lembrancinha da Páscoa (6) Lembrancinha para as mães (4) Lembrancinhas (5) Mandamentos (1) Maquete (1) Matrimônio (1) Meio Ambiente (1) Metodologia catequética (24) Moisés (1) Nascimento de Jesus (2) Natal (2) Nossa Senhora (4) O nascimento de Jesus (1) O Perfil do Catequista (10) O programa de Jesus (1) O tempo dos Reis (2) Oração (2) Pai- Nosso (2) Papo de catequista (13) Parábola do semeador (2) Páscoa (6) Pecado (2) Pentecostes (1) Planejamento (3) Planejamento de Encontros (24) Profetas (1) Quem é Jesus? (4) Quem eu sou? (1) Rádio Catequese (4) Rei Davi (1) Reunião de pais (1) Revisão (5) Roteiro de visitas às famílias dos catequizandos (1) Sacramento da Crisma (1) Sacramento da Reconciliação (1) Sacramentos (6) Sagrada Família (2) Santíssima Trindade (1) Semana Santa (3) Somos filhos de Deus (2) Teatro (2) Textos de Apoio (1) Unção dos Enfermos (1) Ver-julgar-agir (1) Vlog (1)

10 outubro, 2016

Encontro de catequese: Deus liberta seu povo-Moisés (Mês das Missões)

Encontro celebrativo retirado do livro "A caminho da Eucaristia" (Maria de Lurdes Mezzalira Pincinato, editora vozes, pág. 97-98)



Santuário Menino Jesus de Praga-DF

Preparando o encontro (Resumo)

-Despertar no catequizando a necessidade de cumprir a vontade de Deus, que é libertar o seu povo.
-É preciso descobrir quais são as formas de opressão que existem na comunidade.
-Com criatividade, o catequista vai "acender" no coração de seus catequizandos a "sarça ardente" que vai ver, ouvir o grito do pobre oprimido e vai buscar formas para transformar a realidade.


Oração


Sinal da cruz- oração espontânea
Invocação do Espírito Santo


Proclamação da Palavra de Deus
Contexto: Ex 3, 1-4,23 (A missão de Moisés)
Texto: Ex 3, 7-10


Catequese


A partir da vocação de Moisés, que foi chamado por Deus para uma missão quase impossível, o catequista, através da história da libertação do povo de Israel da opressão do Egito, demonstrará que o tempo para Deus é relativo. Deus respeita a liberdade de cada um. Moisés ouve o chamado de Deus e vai relutante, a princípio, mas executa a ordem de Deus. O faraó não escuta. Deus lhe dá um tempo, mas ele reluta e o faraó e seu povo sofrem as consequências de sua escolha. Assim acontece conosco: ora agimos como Moisés, ora como o Faraó.

Símbolo litúrgico: o grito


Gritar é clamar, bradar, suplicar com voz forte. Pode ser grito de dor, de aflição, de opressão, de súplica, de agradecimento, de alegria, de gratidão. Deus grita, para ser ouvido pelo ser humano. A pessoa grita, quando quer ser ouvida por Deus ou por outra pessoa.
*É o momento de lembrar a catequese onde Deus falou e chamou o ser humano: Abraão, Isaac, Jacó, José, Maria. Todos responderam SIM. Realizaram a missão que Deus lhes havia dado. Eles não fizeram o bem para si mesmos. Deus chama pessoas para agirem em seu meio, para transformarem o mal que existia num bem para todos, como fez José.

Gesto Litúrgico: estar vigilante para escutar

Deus nos deu os sentidos do nosso corpo para serem usados. Muitas vezes olhamos, sem ver e ouvimos, sem escutar. Passamos pela rua ou calçada, pisamos numa flor ou na sujeira, sem perceber a diferença.
*Escutamos, estamos atentos ao que acontece perto de nós? Que tipo de gritos escutamos? Vamos escrever no quadro de giz (ou uma folha grande) uma relação dos "gritos" que ouvimos, perto de nós.

Vivenciando a liturgia: Oração dos fiéis


Na celebração da Ceia do Senhor, somos convidados a escutar a Palavra de Deus quando são proclamadas as leituras (Liturgia da Palavra) e somos convidados a denunciar e a gritar pelas necessidades dos nossos irmãos e nossas irmãs no momento da nossa oração comunitária. São muitas as formas de fazer estas preces. A Igreja nos propõe quatro grandes intenções: pela Igreja e pelo papa; pelo mundo e seus governantes; pelos necessitados e pela comunidade celebrante. Jesus disse: "Quando dois ou mais estiverem reunidos, estarei no meio deles". A oração deve nos levar à ação. Jesus orava muitas vezes e Jesus curava, Jesus alimentava, Jesus ouvia as pessoas. Jesus tocava os doentes e os necessitados, sem preconceitos e Jesus denunciava a opressão e os opressores. (cf. Mt 18,19-22;Mc 6,35-42; 8,1.10; 9,30-50; 10,23-27; 11,15-19; 11,27-12,27; Lc 6,1-5; 7,1-17;11, 1-13; 13,10-17; 17,11-19).

Gesto concreto

 Descobrir meios para diminuir a opressão que está perto de nós

Muitos são oprimidos pela miséria, pela ignorância, pelo desemprego e outros males provenientes do nosso egoísmo. Uma forma de ajudar é dar de imediato o alimento, o vestuário, diretamente ou través de entidades assistenciais.

-No próximo domingo ou celebração, combinar para trazer, no ofertório, algum alimento não perecível ou roupa usável. Podem arrecadar entre os parentes, amigos e vizinhos.
Existem outras forma de ajudar. Procurar descobrir o que a comunidade precisa: melhorar a iluminação, calçamento, lixo acumulado, o poste está com a lâmpada queimada ou o telefone quebrado, etc. Ensinar a procurar os órgãos competentes, fazer cartas e enviar, buscar soluções para melhorar a vida na escola, no bairro, na família.

Refletir sobre escolher: se Moisés ou Faraó?
-Convidá-los a lembrar de que uma palavra, um gesto, uma ação pode gerar vida ou opressão.
-Motivar a perdoar e pedir perdão concretamente.


Oração

-Oração dos fiéis- como na Eucaristia
-Fazer as quatro grandes orações da Igreja:
-Pelo papa e por toda a Igreja
-Pelo mundo e seus governantes
-Pelos que se acham em necessidade

-Por toda nossa comunidade

***

Obrigada. Deus ama você.
Cris Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário